Publicado por: ferdesigner | 23/07/2013

“Pré-poluídos”: Bebês nascem intoxicados por substâncias proibidas

 

 baby.jpg
Cerca de 137 substâncias tóxicas foram encontradas no sangue do cordão umbilical de recém-nascidos
Foto: andre_anna

Imagine você que, antes de nascer, os bebês podem apresentar em sua corrente sanguínea cerca de 137 substâncias tóxicas, tais como chumbo e pesticidas – algumas têm a comercialização proibida há anos. O alerta foi feito por um grupo de pesquisadores da Defesa do Meio Ambiente, do Canadá, que testou o sangue do cordão umbilical de três bebês recém-nascidos.

Segundo Maggie MacDonald, uma das participantes do estudo, o índice é preocupante, já que as substâncias encontradas nos bebês resistem ao tempo e se mantém no meio ambiente e no corpo humano por tempo indeterminado. Além disso, elas também são cancerígenas, podem causar problemas no desenvolvimento e na fertilidade do indivíduo.

As substâncias encontradas nos bebês resistem ao tempo e se mantém no meio ambiente e no corpo humano por tempo indeterminado

O estudo, intitulado Pré-poluído: Um Relatório sobre substâncias tóxicas no sangue do cordão umbilical de recém-nascidos no Canadá, sugere que os bebês são expostos a essas substâncias ainda no útero da mãe devido ao consumo de alguns produtos e ao contato com o meio ambiente já contaminado.

“Nós queremos dizer as mães que não é culpa delas o fato de que seus bebês estão sendo poluídos com esses produtos químicos tóxicos”, afirmou Maggie ao CTV News Channel. Mas a pesquisadora salienta que os consumidores podem tomar atitudes mais saudáveis, sobretudo, quando o assunto for a aquisição de mercadorias de uso constante, como panelas antiaderentes, repelentes, e produtos de limpeza.

Agora, alguns pesquisadores que integraram o relatório e cientistas da Universidade de Montreal estão analisando as substâncias químicas presentes no sangue de duas mil mães e bebês canadenses, com o objetivo de avaliar as consequências das toxinas para o desenvolvimento infantil e o crescimento dos indivíduos. Os resultados desta pesquisa devem ser divulgados em 2014.

 Saiba mais sobre o estudo (em inglês) –

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Categorias

%d blogueiros gostam disto: