Publicado por: ferdesigner | 26/06/2013

Entre o céu e a terra: Fluxo de água nas árvores tropicais podem ter sentido duplo

serra-da-mantiqueira.jpg

Já foram identificadas 70 espécies de plantas com folhas capazes de absorver água por meio das folhas
Foto: ICMBio

Contrariando o que dizem os livros de biologia, pesquisadores da Universidade Estadual de Campinas (Unicamp) apontam que as árvores tropicais têm capacidade de conduzir água da atmosfera para o solo e do solo para atmosfera. É que nem sempre as árvores das matas nebulares canalizam a água do solo para o ar – elas fazem o contrário quando a neblina deixa o ar mais úmido que o solo. Os livros ensinam que o fluxo de água nas plantas segue em sentido único.

Essa constatação muda como enxergamos a interação entre as árvores e a atmosfera”
Rafael Oliveira, ecólogo

A descoberta, que foi feita durante uma expedição a serra da Mantiqueira, em fazendas próximas ao Parque Estadual de Campos do Jordão (SP), teve a orientação do ecólogo Rafael Oliveira. Ele explicou que, sem a vegetação local, a neblina que sobe a serra seguiria continente adentro, carregando a umidade que obtém a partir da evaporação dos rios e a transpiração das plantas no vale.

As pequenas matas nebulares nas encostas montanhosas retêm umidade quando o vapor da neblina se condensa em gotas sobre suas folhas e escorre para o solo. “Há uma importante relação entre essas matas e as nascentes da serra da Mantiqueira”, frisou Oliveira à Agência Fapesp.

Ainda na expedição foi possível perceber que uma porção menor da água da neblina retorna ao solo por dentro das árvores. Os pesquisadores observaram que o sistema vascular da árvore conduz essa água até suas raízes e libera parte dela no solo. Segundo Oliveira, é a primeira vez que se observa essa forma de transporte de água em uma árvore tropical. “Essa constatação muda como enxergamos a interação entre as árvores e a atmosfera”, afirma.

Até pouco tempo atrás, achava-se que era impossível as árvores absorverem água pelas folhas, já que a superfície delas é coberta por uma fina camada de cera impermeável, conhecida como cutícula, que evita a perda de água para o ambiente. Mas o botânico Gregory Goldsmith, da Universidade da Califórnia em Berkeley, destaca que já foram identificadas 70 espécies de plantas com folhas capazes de absorver água por meio das folhas.

Nos testes feitos na serra da Mantiqueira, a equipe de Oliveira traçou o fluxo de água nas árvores com sensores conectados por fios a um equipamento que armazena as informações. Agora o grupo se prepara para iniciar o monitoramento de matas nebulares com sensores sem fios, a serem desenvolvidos por engenheiros da Microsoft, com apoio da Fapesp. A ideia é acompanhar as transformações que esses ambientes podem sofrer com as alterações climáticas.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Categorias

%d blogueiros gostam disto: