Publicado por: ferdesigner | 10/01/2013

10 dicas para se tornar mais sustentável em 2013

metas.jpg
Foto: dancetechTV
O período de final de ano costuma ser um momento de reavaliar nossas ações e traçar metas para tornar o próximo ano melhor do que aquele que está indo embora. “No próximo ano vou estudar mais”, “no próximo ano vou ganhar mais”, e por aí vai.
A cada nova temporada se inicia um novo ciclo em que muitas atitudes podem e devem ser feitas para proteger o nosso planeta. Que tal aproveitar um momento e fixar objetivos de iniciativas que você pode fazer para ajudar?

O mais importante é ter força de vontade e disposição para mudar alguns hábitos e promover a sustentabilidade em todos os momentos de sua vida. Listamos algumas dicas para quem quer começar agora a ser uma pessoa mais sustentável.

1 – Economize água

A água é um recurso natural fundamental para a sobrevivência do ser humano e indispensável também como recurso para produção, desenvolvimento econômico e qualidade de vida. Embora 70% da superfície terrestre seja coberta pela água, somente 1% de todo o recurso natural existente está disponível para o consumo humano. E, mesmo assim, esse percentual ínfimo está sujeito a desigualdade na distribuição e seriamente ameaçado de escassez. Diante disso, é mais do que fundamental reduzir o consumo de água. A ideia não é deixar de usar o recurso, mas sim ter consciência de que é importante poupá-lo.

Conheça aqui e aqui mais dicas de como reduzir o consumo.

2 – Poupe energia

Uma das maneiras mais simples de ajudar a reduzir os danos ao planeta e ainda economizar um bom dinheiro é diminuindo seu consumo energético. Mas apesar de exigirem poucas mudanças e pequenas adaptações na rotina, muita gente ainda não põe em prática os hábitos da conservação da eletricidade.

As residências e o comércio do Brasil já são responsáveis pelo consumo de 42,5% de toda a eletricidade utilizada no país. Portanto, se conseguirmos mudar nossos hábitos e reduzirmos nosso gasto em casa e no trabalho estaremos contribuindo com uma parcela relevante do setor de energia.

Leia aqui aqui mais dicas para economizar energia.

torneira2.jpg
Foto: Mylla

3 – Evite o desperdício de alimentos

Na hora de comprar alimentos, cozinhá-los e consumi-los também podemos tomar pequenas medidas que evitam o desperdício de água, gás, combustível e comida. Antes de sair para o supermercado, planeje o cardápio da semana. Desse modo, você compra apenas o suficiente, sem deixar que nada se estrague desnecessariamente. Dê preferência ao consumo de frutas e legumes da estação. Além de mais baratos, indiretamente você também economiza em combustível, diminuindo a emissão de poluentes na atmosfera por conta das distâncias mais longas que os produtos fora de época usualmente requerem em seu transporte.

Clique aqui para ler mais dicas.

4 – Coma menos carne

Se cortar de vez a carne do cardápio está além da sua boa vontade, experimente começar aos poucos. Comer carne apenas nos fins de semana é um bom começo para ajudar a poupar o meio ambiente, a sua saúde e, claro, o seu bolso. Tente deixar as carnes, especialmente a vermelha, apenas para os fins de semana e experimente novos pratos de segunda à sexta-feira. Fazendo isso você estará reduzindo em 70% o seu consumo do produto e contribuindo com a redução das emissões de gases causadores do efeito estufa – muito por conta do desmatamento causado pela pecuária ostensiva.

5 – Use os RRR

Inclua no seu cotidiano os famosos 3R’s: Reduzir, Reutilizar e Reciclar. O primeiro passo é sempre pensar em reduzir o consumo, seguido de reutilizar ou consertar o que puder, para somente depois começar a pensar na reciclagem. “Lixo” é tudo aquilo que criamos ao jogar nossos dejetos fora sem cuidado ou consciência. Vivemos em um planeta cíclico, que reaproveita tudo que produz e onde nada “sobra”. Ainda assim, agimos como se nosso lixo desaparecesse toda que vez que o jogamos na lixeira. Navegue pela nossa editoria RRR e veja dicas e notícias de como aplicar os 3 R’s em sua vida. Participe também da nossa campanha Lixo Zero e viva em um mundo com menos resíduos.
6 -Ande menos de carro

Você pode começar alternando os dias e deixando o carro na garagem algumas vezes por semana. Experimente diferentes meios de transporte, como ônibus, metrô, bicicleta ou a pé, e veja o que é melhor para você. Aos poucos você pode descobrir que andar de ônibus, por exemplo, pode ser tão eficiente quanto de carro, além de poluir menos o meio ambiente, evitar os engarrafamentos e reduzir a conta de combustível no final de mês. De quebra você ainda pode aproveitar a viagem para ler um livro, ouvir uma música ou bater um papo sem precisar se preocupar com o trânsito.

capa.jpg
Foto: Sxc

7 – Seja um consumidor consciente

Todos são responsáveis por promover um consumo consciente e justo – para quem produz, para quem compra e para o meio ambiente. Por isso, faça a sua parte e aja como um comprador responsável estando atento a todos os detalhes do produto ou serviço que for consumir.

Valorize empresas responsáveis com questões socioambientais, informe-se sobre todos os impactos ambientais e sociais causados pela fabricação, transporte e venda daquele produto, evite gastos desnecessários, pesquise antes de abrir a carteira, busque a melhor relação entre preço, qualidade e atitude social em produtos e serviços oferecidos no mercado, atue de forma construtiva junto às empresas para que elas aprimorem seus processos e suas relações com a sociedade e mobilize outros consumidores para a prática do consumo consciente.

Confira mais notícias e dicas na nossa editoria Consumo Consciente.
8 – Voluntarie-se!

Organize seu tempo, escolha uma instituição com a qual você se identifica e seja um voluntário. Não é preciso nada mais além de disposição para ajudar. Pode ser auxiliando pessoas doentes, recolhendo cães desabrigados ou defendendo a Amazônia – o importante é fazer a sua parte. E se você não encontrar nenhuma ONG com a qual se identifica, pode fazer ações individualmente, como participar de campanhas, mobilizar grupos ou apoiar projetos públicos.

Caso você não tenha tempo livre para ir até uma dessas instituições, procure por voluntariados on-line: uma opção para que quer ajudar, mas só pode fazê-lo em casa ou em seu ambiente de trabalho, em alguns momentos específicos.
9 – Informe-se

A informação é uma das maiores ferramentas para uma sociedade mais justa, igualitária e sustentável. Por isso, toda vez que for escolher um produto ou serviço, que for tomar alguma decisão ou formar uma opinião, informe-se muito bem. Um cidadão bem informado é capaz de tomar atitudes mais coerentes e responsáveis e provocar as mudanças que o mundo precisa. Portanto, informe-se!

Leia jornais, livros e revistas e assista aos telejornais. Quando tiver alguma dúvida, procure esclarecê-la com os responsáveis e busque as respostas. A internet é uma excelente ferramenta para quem quer se informar sobre qualquer assunto.
10 – Espalhe a sustentabilidade 

Quando você souber ou aprender alguma coisa nova que possa ser útil para alguém ou para o mundo, divida essa informação. Deixe que o conhecimento chegue a outros ouvidos para que possa ser posto em prática por mais gente. Se cada pessoa que você conhece pudesse pôr em prática alguma pequena ação que ajudasse a transformar o nosso planeta em um lugar melhor, já imaginou que revolução não poderia acontecer?

Então espalhe as novidades, conte algo interessante que ficou sabendo, divida suas experiências.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Categorias

%d blogueiros gostam disto: